Oi, 2018! O ciclo está mudando, e nós?

box-2953722_1920

É, o ano novo chegou… e inicio assim, com essa frase meio que reflexiva, porque na verdade ainda estou refletindo em tudo que foi 2017 e no que está por vir. Uma coisa já reparei e concluí: não costumo reagir como a maioria das pessoas, que assim que chega o fim do ano, a mudança de ciclo que assim convencionou-se, prontamente se despede dele e já celebra totalmente o ano que chega. Nas fotos das redes sociais são quase que infinitas frases de rápida despedida e comemoração do que vem, como se essa transição fosse bem rápida, simples e fácil (e por um lado até é mesmo rs). Mas já reparei que levo um pouco mais de tempo entre assimilar uma coisa e outra (rsrs). E tudo bem por isso, cada um no seu tempo. E na verdade amo fazer isso, refletir sobre tudo que aconteceu, como as coisas se encontram no momento que estou e aí sim, o que virá.

Amo esse clima de festas de fim de ano, principalmente, amo o Natal! E após alguns dias “fora do ar” (e por isso não escrevi aqui no blog), hoje volto exatamente pra compartilhar o quão importante é termos um tempo pra nós, refletir, pensar, analisar, e não só isso, mas, principalmente, viver a vida de verdade, como ela é, como somos, e como queremos que seja.

Em tempos de expor tudo que se vive, tudo que se faz, tudo que se “é”, precisamos ter o cuidado de discernir até onde fazemos isso de forma saudável e quando isso pode passar a indicar que estamos com problemas na saúde do nosso viver na realidade. E isso é uma análise que cada um só pode fazer por si, afinal, apenas nós mesmos e Deus sabemos a intenção do nosso coração.

De tudo, uma das coisas mais valiosas que tenho aprendido é viver a vida de verdade, se descobrir a cada dia, aprender com tudo que acontece. Que o ano de 2018 seja esse tempo pra, de fato, vivermos o novo, estarmos sensíveis e atentos ao que virá, entendendo que pode ser o tempo de colher o que semeamos, tenha sido algo bom ou não, mas que também pode ser um tempo de começar novas semeaduras, plantar novas colheitas. E que essa vida verdadeira, plantação e colheita, escolhas, sejam nossa realidade,  nosso viver o novo a cada dia. E que em tudo isso possamos permitir que Deus seja nosso Amigo, Conselheiro, Pai, Ajudador, Mestre, nosso Rocha firme, enfim, nosso tudo, porque é isso que Ele é, tudo que precisamos, se assim permitirmos que Ele seja em nossa vida! Com Jesus, independente do que virá, podemos ter a certeza de que estaremos seguros!

Feliz ano novo!

 

 

Mariana Waknin

Princesa do Rei!

4 comentários em “Oi, 2018! O ciclo está mudando, e nós?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *