Os dias difíceis agora são minha memória de resistência

hands-791371_1920

Até passarmos por uma fase intensamente difícil pra nós, seja pelo motivo que for, só conhecemos o “difícil” de ouvir falar. E quando ele chega vemos que, realmente, muito do que apenas ouvíamos existe. E, geralmente, ouvimos e lemos muito sobre isso, sobre como passar por esses momentos, que vale a pena resistir, enfrentar, lutar, que tudo vai passar. E isso é bom. Mas hoje quero ir um pouco além, falar de um tempo mais à frente, posterior ao seu período difícil.
Os piores dias, as maiores lutas dentro de mim, as maiores dores, as grandes confusões na mente, o tempo em que tudo parecia contribuir pro pior tempo. Hoje, quando olho pra trás e lembro de tudo isso, vejo que foram apenas a base pra construir o novo. O novo tempo, o novo eu, pra contribuir pra que eu fosse mais da pessoa que quero ser. Olho e agradeço, lembro, contemplo, porque esses dias difíceis agora são minha memória de resistência. Não apenas resista e sobreviva aos dias ruins, mas principalmente viva os dias excelentes que estão por vir. Só depende da sua escolha.

Mariana Waknin

Princesa do Rei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *